Da estação que bate à porta

Após um longo período de introspecção (que alguns também chamam de férias e de desmotivação culinária) decidi regressar à minha cozinha. Não vos quis abandonar. Não quis, em momento algum, pôr de parte o meu projeto. Tão pouco deixei de cozinhar – até porque vocês sabem que somos todos bons garfos cá em casa…

Este foi o período necessário para me (re)adaptar a novos velhos hábitos, horários e motivações. De vez em quando também é preciso, não concordam?

Junho, julho, agosto. Como é que é possível que 3 meses tenham passado assim tão depressa? Já não vou a tempo de vos desejar boas férias, mas espero vir a tempo de vos perguntar como correram? As nossas dividiram-se entre a piscina e o lago em Vevey e os fins de tarde na esplanada, em pleno coração de Lisboa.

De volta, e já com o novo ano lectivo a decorrer ( o 1° ano da nossa princesa), já se nota o tempo a mudar e a nova estação do ano a querer dar sinais de vida. Os dias de muito calor foram substituídos por tardes amenas e noites bem frescas – para não dizer frias! Com o mês de agosto praticamente no fim, confesso que estou feliz por começar a sentir este fresquinho do Outono a chegar.

O fim de semana que passou anunciava-se bem fresco, com possível queda de neve acima dos 2000m. Por cá, muito menos agressivo, tivemos muita chuva e um termómetro que se antecipou e tombou até aos 9°. Com o intuito de nos aquecer a alma, preparei as receitas que vos trago hoje.

Creme de batata doce assada

& pão de espelta e noz com figos e peras

Se quiser fazer o pão em casa, comece por preparar a massa pois irá requerer mais tempo. A receita que fiz foi a seguinte:

Ingredientes para Pão de espelta e nozes:
500gr de farinha de espelta integral (preparação para pão);
1 c. de sopa rasa de sal;
1 chávena de nozes picadas grosseiramente;
30gr de fermento fresco de padeiro;
1 c. de sopa de mel;
300ml de água morna;
2 c. de sopa de azeite;
2 a 3 figos;
2 a 3 peras pequenas;
mousse de queijo de cabra
mel para decorar;
rosmaninho a gosto;
flor de sal a gosto.

Modo de preparação:

Comece por diluir o fermento em 300ml de água morna. Junte o mel e o azeite e misture bem. Deixe repousar por cerca de 10 minutos.

Numa taça, misture todos os ingredientes secos. Crie uma espécie de cova no meio e junte os ingredientes líquidos. Misture bem até criar uma bola. Se necessário, junte um pouco mais de água.

Unte uma forma de bolo inglês com azeite e coloque a massa, espalhando-a por toda a base da forma. Deixe levedar a massa durante pelo menos 1 hora, devidamente tapada e num sítio quente.

Neste momento, é hora de começar a preparar a sopa (ver receita seguinte).

Na hora de cozer o pão no forno, faça-o da seguinte forma:
-10 minutos a 230°, colocando a forma na base do forno;
-25 a 30 minutos a 180°, colocando a forma a meio do forno. Proteja com folha de alumínio se necessário.

Optei por assar um pouco a fruta com que guarneci o pão. Para esse efeito, cortei os figos e as peras às fatias e levei a assar durante alguns minutos. Se preferir, regue com um fio de mel, antes de levar o tabuleiro ao forno.

Deixe o pão arrefecer um pouco, o suficiente para o conseguir cortar às fatias.

Barre as fatias com a mousse de queijo de cabra (ou de acordo com a sua preferência) e decore com pedaços de figo e pera. Regue com um fio de mel, salpique com um pouco de flor de sal e rosmaninho (utilize o rosmaninho que foi a assar com a batata doce).

Ingredientes para Creme de batata doce assada
1kg de batata doce (aprox.);
3 cebolas médias;
1 bolbo de alho;
ramos de rosmaninho q.b.;
azeite q.b.;
sal q.b.;
pimenta q.b. ( a gosto);
1 a 1,5 litro de caldo de frango;
1 bolbo de funcho;

Modo de preparação:

Lave todos os ingredientes e parta-os ao meio, sem os descascar.  Coloque as batatas, as cebolas e o alho num tabuleiro forrado com papel vegetal e pincele todas as partes com azeite. Tempere com sal e pimenta.

Molhe os ramos de rosmaninho com algum azeite e coloque entre as metades de batata doce, para lhes dar sabor.

Leve o tabuleiro ao forno pré-aquecido a 200° durante cerca de 25 minutos, ou até as batatas estarem caramelizadas e conseguir pressionar facilmente. Retire o tabuleiro do forno e deixe arrefecer um pouco.

Se optou por fazer o pão em casa, não desligue o forno. Neste momento, a massa de pão deverá estar levedada e pronta a cozer. Aumente a temperatura do forno até aos 230° e aguarde uns instantes até estar bem quente.

Entretanto, corte o bolbo de funcho às fatias finas e salteie num pouco de azeite, utilizando a panela onde vai acabar de fazer a sopa.

Junte 1 litro de caldo de frango (caseiro ou de compra) e deixe cozinhar um pouco mais o funcho.

Reserve o rosmaninho (que irá utilizar no pão), retire a casca às batatas, cebolas e alho e junte tudo na panela.

Deixe ferver um pouco antes de triturar. Verifique os temperos e a consistência do creme, juntando um pouco mais de caldo (ou água), se necessário.

Como queria fazer deste creme uma refeição para toda a família, não juntei nenhum picante. Pessoalmente, acho que iria contrastar bem com o doce da batata.

O que teria feito? Teria assado 1 malagueta vermelha, juntamente com as batatas e as cebolas. No fim, retiraria as peles e as sementes e juntaria ao caldo, provando antecipadamente para ver o seu picante.

Penso que por Portugal ainda está calor suficiente para não terem saudades de sopas e cremes quentes, mas espero que tenham gostado da minha sugestão. Por cá, as pontas dos dedos gelados já começam a sentir falta de uma bela tigela de sopa fumegante para os aquecer…

Muito obrigada por continuarem por aqui comigo!

Agora vou ali, preparar a próxima receita.

Até breve.

0 comments on “Da estação que bate à portaAdd yours →

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.